O quanto o feedback é importante para você? Se você é um profissional de RH, já sabe que esse tipo de retorno é essencial. Entretanto, a cultura de feedback deve ir além da área dos recursos humanos e se espalhar por toda a liderança da empresa. Mas como você pode aplicar esse método na organização? É o que vamos explicar!

O feedback em empresas tem se tornado uma prática cada vez mais comum. Os motivos são claros! O funcionário pode se adaptar melhor às necessidades da organização quando tem o retorno da organização em relação às suas atitudes e performances. Essa ação é capaz de corrigir erros e destacar acertos, capazes de manter o profissional mais motivado.

Com tamanha importância, você precisa saber os benefícios da cultura de feedbacks e como implementar. Então, siga a leitura e descubra!

Cultura de feedback: como implementar

Como dissemos anteriormente, o feedback não deve ser apenas uma tarefa do RH. O setor pode (e deve) continuar realizando seus feedbacks, mas deve empoderar os líderes da empresa para tornar a prática constante.

O profissional de RH pode ser o agente da mudança para a implementação da cultura de feedback, já que isto está estritamente relacionado ao RH estratégico. Dando o devido retorno ao funcionário e lapidando-o, os objetivos das equipes serão facilmente alcançados, aumentando a satisfação do colaborador.

Então, uma importante tarefa é saber como dar feedback e com qual periodicidade ele deve ser dado. O que você não pode se esquecer é que, mesmo com datas marcadas para esse fim, deve deixar as portas abertas para o funcionário se abrir. As reuniões prévias são importantes, mas o feedback também acontece simplesmente por necessidade.

Sendo assim, transforme o relacionamento entre funcionários e líderes em algo leve, sem obstáculos. O fluxo direto quebra barreiras e ajuda a manter todos informados do que acontece e quais ações são necessárias.

O momento de feedback deve se distanciar de qualquer dinâmica de poder ou hierarquia existente, para que ele seja de fato honesto e aberto. Caso contrário, o funcionário dificilmente se abrirá da forma como deve para expressar suas satisfações e insatisfações.

E quais os benefícios dessa cultura?

Em primeiro lugar, a motivação

Talvez esse seja o maior benefício da cultura de feedback. Com o bate papo frequente, os funcionários sentem que são ouvidos e tem espaço para crescer pessoalmente e profissionalmente. Além disso, é a melhor forma de você espantar um medo de demissão e evitar o nervosismo dos funcionários.

Em segundo, a confiança

A confiança é o principal elemento para que o feedback em empresa funcione e continue sendo feito. Se o funcionário percebe que o seu líder o ajuda, ele terá confiança para executar o seu trabalho sem medo.

Melhora o clima organizacional

O clima organizacional é essencial para encontrar novos talentos. Afinal, todo mundo quer trabalhar em uma empresa que os funcionários estão motivados, não é mesmo? Então, continue fortalecendo suas bases para se destacar ainda mais no mercado.

E por que não aumentar os lucros da empresa?

Motivação e confiança dos funcionários é a mistura perfeita para melhores resultados. Com a dedicação no dia a dia, a sua produção vai ser muito maior (e melhor). Por que então não continuar com a cultura de feedback se até o lucro aumenta?

Por último, amadurece a cultura da empresa

O melhor efeito de uma cultura de feedback bem aplicada é o amadurecimento da cultura organizacional. As estruturas ficam mais claras, os processos mais organizados e, por consequência, a empresa funciona como um relógio, com todas as peças funcionando em prol de um objetivo comum e que gera identificação para todos os envolvidos.

Essa é uma das estratégias possíveis para melhorar a produtividade e comunicação dentro das empresas. Agora, é só implementar o feedback na empresa e colher os resultados!

Quer saber mais dicas estratégicas para o setor de RH? Acompanhe-nos nas redes sociais!