Select Page

Muito se fala em RH estratégico, RH parceiro do negócio. Mas precisa-se falar cada vez mais em RH eficiente, na importância de o RH focar na eficiência da produtividade e na eficiência de custos.

Colocar isso em prática não é fácil. Conhecer profundamente o negócio, buscar entendimento do cenário econômico e saber interpretar as planilhas do departamento financeiro são requisitos básicos.

RH eficiente é ter o pulso da margem do lucro e da produção, seja ela produção de ideias, serviços ou produtos.

Ajudar as pessoas a serem felizes é ajudar as pessoas a serem produtivas. Mais que alinhar a razão com a emoção, é alinhar o presente com o futuro.

Ter propósito é viver o presente construindo um futuro.

Uma empresa com colaboradores felizes é uma empresa ética, produtiva, saudável financeiramente. É uma empresa que pensa no futuro. Um futuro para os que estão trabalhando no presente, um futuro melhor para um mercado inserido em uma sociedade melhor.

“Empresa com colaboradores felizes é  empresa que pensa no futuro”

Os colaboradores precisam sentir que tudo tem causa e consequência, precisam viver o hoje, pensando no amanhã.

O RH não pode mais pensar que o que traz engajamento e felicidade são apenas ações de desenvolvimento e qualidade de vida. Sem dúvida, isso é importante, mas o que faz as pessoas de fato serem felizes é sentirem que estão participando de um processo eficiente e produtivo. É saber que seu tempo é dedicado a trabalhos com um propósito gerador de resultados hoje, mas que constroem também um futuro. Propósito de longo prazo!

Para isso, além de todos os papéis que tanto conhecemos, o RH precisa ser arquiteto não só de obras prontas, mas também arquiteto de terrenos férteis.

“Precisamos acreditar na paixão produtiva”

O RH precisa ser agente de mudança e redesenhar com os líderes as estruturas e processos, não como apoio, mas com fatos e dados, colaborando na tomada de decisão.

Sim, vivemos nosso dia a dia entre a razão e a emoção, e o resultado dessa equação é sempre a busca pela felicidade.

Precisamos, como profissionais de Recursos Humanos, acreditar na paixão produtiva, aquela que faz os olhos brilharem e que traz aquele frio gostoso na barriga. Aquela que faz a gente trabalhar duro no presente, para construir o futuro do jeito que queremos, do jeito que acreditamos.

E o segredo do RH eficiente? O básico, muitíssimo bem-feito, que se torna essencial nos tempos de hoje. Ou seja, ter pessoas certas, nos lugares certos.

*Maria Eduarda Gordilho Lomanto, ou Duda, como é mais conhecida, faz parte do comitê de criação do CONARH 2018.

Fonte: www.conarh.org.br/blog/rh-eficiente-pessoas-certas-nos-lugares-certos