Escolha uma Página

O modelo de gestão participativa vem sendo cada vez mais adotado por pessoas que procuram crescimento e desenvolvimento em suas empresas.

Esse tipo de gestão estimula que os gestores dividam e debatam as ideias com seus funcionários, contando de fato com a participação de todos no desenvolvimento do negócio.

O principal ponto a considerar a respeito da gestão participativa, é que se trata de um modelo de negócio que valoriza muito o capital humano, considerando cada funcionário como fundamental para o crescimento do negócio.

Isso gera uma sensação de valorização e reconhecimento que são cruciais para que um funcionário se dedique ao seu trabalho, e se preocupe com a excelência do trabalho. Com essa fundamental quebra de hierarquia, todos dividem as dores e as glórias, tornando o trabalho em equipe orgânico e funcional.

Geralt/Pixabay
Geralt/Pixabay

A grande característica da gestão participativa é a relação pautada em um diálogo transparente e aberto. O gestor deve compartilhar o máximo de informações possíveis com os funcionários, resguardando apenas aquilo que for crucial para as estratégias mercadológicas.

1. Estimule seus funcionários a dar sugestões

Uma ideia é fazer com que seus funcionários se sintam à vontade para sugerir informações e melhorias para a empresa. Crie um sistema de comunicação em que eles consigam compartilhar as suas ideias.

2. Reuniões periódicas

Reuniões periódicas são fundamentais para manter a equipe a par do andamento da empresa. Faça isso semanalmente, ou quinzenalmente, de maneira que gráficos e números possam ser divulgados.

Conheça as 3 dimensões da gestão participativa, e descubra como implementar esse modelo em sua empresa

A gestão participativa possui algumas características peculiares e fundamentais que a diferenciam dos demais modelos de gerência. Veja as 3 dimensões que caracterizam esse tipo de gestão:

1. Comportamental

O aspecto comportamental é essencial no processo de implementação da gestão participativa. Isso porque uma gestão autoritária não conseguirá gerar essa relação de comprometimento dos funcionários.
É fundamental que todas as pessoas desenvolvam autonomia para opinar e sugerir mudanças dentro do trabalho.

2. Estrutural

Já no quesito estrutural, a gestão participativa exclui grande parte da hierarquia, e distribui melhor as funções, de maneira que todo mundo possa fazer e compreender um pouco de todo o processo dentro da empresa.

3. Interfaces e Stakeholders

Neste tópico, sua empresa deverá contar também com o diálogo com clientes, fornecedores e demais pessoas que participam de alguma forma de seu negócio. Todo mundo deve se sentir à vontade para sugerir e ajudar a empresa a chegar aos objetivos.

Para implementar cada um desses passos, você precisa, primeiro, fazer um levantamento a respeito da opinião de seus funcionários sobre o modelo de gestão atual. Faça isso através de uma pesquisa de clima organizacional, que permite um levantamento a respeito da impressão dos funcionários sobre a empresa.

Em seguida, comece a abrir as informações corporativas gradativamente, compartilhando cada vez mais números e resultados com a equipe.

● Peça sugestões e escute a opinião de sua equipe

A partir daqui você já está no caminho para tornar a gestão participativa uma realidade de sua empresa. Peça sugestões e ideias para seus funcionários. Faça reuniões, ou instale uma caixa de sugestões de modo que as pessoas possam sugerir mudanças.

● Preste atenção em sua equipe
Conheça as pessoas que trabalham com você. Preste atenção às habilidades pessoais e formações acadêmicas, e crie uma rotina de freedbacks.

● Intercâmbios entre setores
Leve os funcionários para passar um tempo em outros setores, conhecendo como funcionam, e entendendo cada trâmite dentro da empresa. Você rapidamente vai descobrir que alguns deles têm ótimas ideias a respeito de outros setores.

● Acompanhe os resultados

Agora acompanhe de perto os resultados, perceba como o processo está acontecendo, como os funcionários estão lidando com a mudança gradativa, e continue dialogando abertamente com todos a respeito desse processo, e muito além dele.

Seguindo esses passos, você terá uma mudança eficiente no modelo que gere o seu negócio. Você perceberá aos poucos que todos os funcionários participarão ativamente, sentindo-se mais estimulados e responsáveis pela empresa.

A gestão participativa representa um modelo de gerência moderno e eficaz, que já foi adotado por empresas de diferentes portes, e que prezam, acima de tudo, a qualidade e o sucesso de sua equipe.

Por CONARH